O Deplorável Caso do Dr. Milton por Fábio Vermelho

Poucas questões se fazem tão difíceis de responder, por exemplo, qual o sentido da vida? O ovo ou a galinha? Faria sexo com “você mesmo”? A última, em especial, é o que move boa parte da trama por trás do Deplorável Caso do Dr. Milton, um romance erótico escrito e desenhado pelo mestre, Fábio Vermelho.

Quadrinho lançado em 2019 pela Escória Comix, que agora em 2021, ganhou uma reimpressão. Trata-se de um dos maiores trabalhos lançados pela Escória, batendo de frente com “O Alpinista” do Victor Bello, e quando falo de maior, não é apenas no tamanho. Com 148 páginas e um formato bem grande em relação ao resto do catálogo da editora, além é claro, da linha narrativa do Fábio, que é famosa pelo excesso de texto, o que claro, não é nada negativo no trabalho dele.

Dr. Milton é um médico/cientista bem sucedido que vive uma vida boa com sua mulher e dois filhos. Vindo de uma família abastada ele pôde se dedicar aos estudos e ainda jovem já era conhecido por seu grande intelecto e genialidade.

Por trás de todo esse sucesso, havia um segredo, Milton era obcecado por clonagem, porém, as implicações éticas que isso carregava o impediam de divulgar seus estudos bem sucedidos ao mundo.

fonte: Itiban Comic Shop

Ao ser convidado para dar uma importante palestra, ele decide escrever uma tese sobre clonagem, e mais do que isso, revelar ao mundo que foi capaz de clonar a si mesmo, não uma, mas várias vezes. Como nem tudo é perfeito, as coisas saem do controle e começam a virar uma grande bola de neve com assassinato, orgias entre clones, estupro, chantagem e tudo mais que isso pode acarretar.

O estilo de Fábio, já conhecido por ser bastante carregado de hachuras e detalhes, deixa explícito que esse excesso é transmitido para o texto, o que volto a reforçar, não é negativo. Ao menos não no trabalho do Fábio. Esse excesso textual ajuda a criar uma atmosfera que eleva o trabalho dele a um status ainda maior, como dito na introdução do livro pelo autor“Imagine que você está de bobeira vendo tv de madrugada e depara-se com um filme estranho no Corujão ou Cine Band Privê chamado O Deplorável Caso do Dr. Milton e pensa “ah, foda-se, não tô fazendo nada, vou ver essa merda”. Essa é a sensação ao ler um quadrinho do Fábio Vermelho, você está vendo um filme, lendo esse quadrinho eu tive a sensação de estar vendo algo como “Videodrome” com aquela dublagem clássica e aquela sensação de escalada na tensão, onde você sabe que tudo vai dar errado mas ainda não imagina como e nem quando.

Toda essa tensão e tragédia é trabalhada com cada vez mais intensidade, o quadrinho alterna entre momentos de calmaria e sexo explícito cheio de detalhes, mais uma vez, o excesso de Fábio cria cenas ainda mais detalhistas, como quando Milton ao fazer sexo com sua esposa, começa a delirar e enxergar a si mesmo no rosto da mulher. A cena toma 6 páginas de loucura e devaneios de Milton e deixa o leitor ainda mais imerso nessa escalada que vai ficando cada vez mais perigosa, você sabe que não tem mais volta e quer cada vez mais, descobrir até onde isso vai.


O Deplorável Caso do Dr. Milton é um quadrinho fora da curva dentro do circuito de publicações independentes, como descrito na página de introdução “bizarro e incomum” ele evidencia o estilo do autor, se você nunca leu nenhuma publicação do Fábio, comece por aqui, caso isso não te faça interessar por outras publicações dele, nada mais vai.


Você pode adquirir “O Deplorável Caso do Dr. Milton” na loja da Escória Comix clicando aqui!

Paulo Cavagnari

Leitor de gibizinho e criador do Tosqueira. Além de falar de gibi nacional por aqui, eu falo de gibi de hominho no Vigilante Atômico, podcast dedicado aos super heróis.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *